Você está aqui: Página Inicial / Pastoral Escolar / Reflexões / “E a Família, como vai?”

“E a Família, como vai?”

“E a Família, como vai?”

(Leia Mt 5:24-34)

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça,

e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.

Portanto, não se preocupem com o amanhã,

pois o amanhã se preocupará consigo mesmo.

Basta a cada dia o seu próprio mal"
Mateus 6:33,34

Você há de concordar comigo que os dias parecem cada vez mais curtos. Não dá mais tempo de fazer tudo que “é preciso”. O grande perigo que corremos, diante da imensa demanda de nossas agendas, é descuidarmos do que é essencial em nossas vidas. E o que passou... passou, o tempo não volta atrás.

A Igreja Metodista celebra, no mês de maio, o Mês da Família, e eu lhe pergunto: - E a família, como vai? Você tem dando a devida atenção, carinho e amor à sua família?

Para ilustrar nossa reflexão, quero contar uma historinha que li na internet:

No parque, uma mulher sentou-se ao lado de um homem. Ela disse: - Aquele ali é meu filho, o de suéter vermelho, deslizando no escorregador.

- Um bonito garoto - respondeu o homem. E completou: - Aquela de vestido branco, pedalando a bicicleta, é minha filha.

Então, olhando o relógio, o homem chamou a sua filha: - Melissa, o que você acha de irmos?

E Melissa suplicou: - Mais cinco minutos, pai. Por favor. Só mais cinco minutos!

O homem concordou e Melissa continuou pedalando sua bicicleta, para alegria de seu coração. Os minutos se passaram, o pai levantou-se e novamente chamou sua filha: - Podemos ir, agora?

Mas, outra vez Melissa pediu: - Mais cinco minutos, pai. Só mais cinco minutos!

O homem sorriu e disse: - Está certo!

- O senhor é certamente um pai muito paciente - comentou a mulher ao seu lado.

O homem sorriu e disse: - O irmão mais velho de Melissa foi morto no ano passado por um motorista bêbado, quando montava sua bicicleta perto daqui. Eu nunca passei muito tempo com meu filho e agora eu daria qualquer coisa por apenas mais cinco minutos com ele. Eu me prometi não cometer o mesmo erro com Melissa. Ela acha que tem mais cinco minutos para andar de bicicleta. Na verdade, eu é que tenho mais cinco minutos para vê-la brincar...

A Bíblia nos orienta quanto às solicitudes da vida e nos ajuda a fazermos boas escolhas. No Evangelho de Mateus, no capítulo 6, verso 33, somos orientados a empenhar nossa vida no que é mais importante, fundamental. Para Deus, as pessoas são prioridade. Jesus morreu pelas pessoas.

A qualidade de vida depende das prioridades estabelecidas. Quais são as suas?

Tenho observado o cuidado de alguns pais para com seus filhos, tendo presença constante na vida escolar deles. Vejo a preocupação de famílias em estarem presentes, não apenas nas festividades e celebrações, mas como parceiros de nossa escola, na formação destas crianças e jovens. É com muita tristeza que presencio, também, famílias negligenciarem sua responsabilidade na educação e formação destes nossos/as alunos/as.

Içami Tiba disse: “A educação não pode ser delegada somente à escola. Aluno é transitório. Filho é pra sempre.”

Lembre-se: nem tudo o que é importante é prioritário, e nem tudo o que é necessário é indispensável!

Dê, hoje, à sua família, a quem você ama, mais cinco minutos de seu tempo! 

E a minha oração é que você escolha Deus como o Senhor e orientador de sua vida e família, descobrindo assim, a vida abundante que Jesus veio nos trazer.

 

Com carinho e amor fraternal,

Em Cristo,

Pastora Susylaine Figueira

Pastoral Escolar do Instituto Noroeste Birigui