Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Família deve acompanhar rotina escolar da criança

Família deve acompanhar rotina escolar da criança

Família deve acompanhar rotina escolar da criança

A parceria escola-família é fundamental para o pleno desenvolvimento acadêmico de crianças e adolescentes. Orientadora do ensino fundamental 1 do Colégio Piracicabano, a professora Maria Carolina Nemec, diz que é importante que a rotina escolar da criança seja acompanhada pela família. “A tarefa e o estudo diário são obrigações da criança, porém, cabem aos responsáveis o acompanhamento e a cobrança”.

Carolina conta que a família deve perguntar o que a criança aprendeu e quais tarefas tem para realizar em casa; observar se entendeu o que a professora explicou e questioná-la como fará a atividade. “Devem, também, orientar a criança nas suas dúvidas, mas não fazer por ela, pois, é de extrema importância a criança levar para a professora no dia seguinte essas dúvidas”, afirma.

Mesmo os alunos mais velhos requerem acompanhamento da família, diz a orientadora educacional do ensino fundamental 2 e ensino médio do Colégio, professora Lúcia Cristina Gomes da Silva. Segundo ela, valem para eles as mesmas orientações dadas por Maria Carolina. “A diferença está na forma de dialogar com os alunos do fundamental 2 e do médio. Há a necessidade de combinar as regras, horários de estudo etc. Se a criança está acostumada com a família acompanhando, não se sentirá cobrada quando tiver mais idade”, destaca.

Lúcia também diz ser importante acompanhar o boletim, conhecer as dificuldades, participar da vida dos filhos, comparecer às reuniões, enfim, estar junto. “Cabe lembrar da importância de analisar sempre o conjunto. O aluno não é uma nota baixa, a nota baixa é uma parte do aluno”, assegura. Para ela, acompanhar os filhos exige dos responsáveis trabalho constante. “É preciso estar presente todos os dias, mesmo que algumas situações sejam monitoradas a distância”, diz.

Mãe do aluno Théo Ricardo Chieregatto Sanches, do 6º ano A do ensino fundamental 2, Andreza Sanches diz que estabeleceu com o filho uma rotina de estudos de, pelo menos, duas horas por dia, independente de haver prova ou não. “Com a mudança de fase, do fundamental 1 para o fundamental 2, as tarefas e os trabalhos se avolumaram, e decidimos estabelecer essa rotina” conta. Por trabalhar em esquema home office, Andreza conta que consegue fazer o acompanhamento mais efetivo da vida escolar do Théo. “O fato do colégio enviar aos pais, por e-mail, as tarefas que devem ser feitas em casa, também facilitou bastante”, destaca.

 

Texto: Assessoria de Comunicação e Imprensa 
Coordenação: Celiana Perina
Fotos: banco de imagens
Última atualização: 07/08/2017