Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos participam de curso a distância apresentado por docentes dos EUA

Alunos participam de curso a distância apresentado por docentes dos EUA

Alunos participam de curso a distância apresentado por docentes dos EUA

Os alunos dos níveis intermediário e avançado de inglês, do Colégio Piracicabano, participaram nos meses de março e abril de curso à distância ministrado por professores do Emory and Henry College, localizado em Virginia, Estados Unidos. É o segundo ano que o Colégio oferece a iniciativa que também foi promovida a estudantes de distintos colégios da Educação Metodista.

As atividades ministradas tiveram como tema A Revolução Americana e ocorreram por meio de transmissões de vídeo via Skype.

Segundo conta a profª de inglês do Colégio Piracicabano, Flávia Helena de Oliveira, o curso teve como objetivo a imersão dos alunos na língua inglesa aprofundando o conteúdo de outras disciplinas. “Na oportunidade, pudemos aprender mais sobre a revolução americana, desde a sua formação. Tivemos também a oportunidade de compararmos o evento com a revolução de nosso próprio país”, afirma ela.

APRIMORAMENTO – A estudante Isabelle Costa, 16, que cursa o segundo ano do ensino médio, conta que a atividade contribuiu muito para aprimorar os conhecimentos. “Por ter estudado a revolução em inglês e, posteriormente, em português, pude ver o quanto eu realmente assimilei do curso e qual era o nível do meu inglês, além de ter visto duas vezes mais detalhes do que um aluno comum veria”, conta.

A aluna também afirma que, além de conhecimentos históricos, o curso contribuiu muito para o aperfeiçoamento do idioma. “No inglês temos quatro habilidades primordiais que devemos desenvolver para nos tornarmos fluentes: listening, reading, writing e speaking. Nas aulas normais praticamos bastante o reading and writing, que se referem a compreender e escrever textos. Praticamos as outras duas também, mas não com tanta frequência ou efetividade, pois os detalhes do speaking, por exemplo, que diz respeito à conversação, só podem ser aprendidos conversando com alguém cuja língua materna é realmente o inglês. O curso foi a oportunidade para eu melhorar no listening, que diz respeito a entender o que se ouve, compreender quem fala”, aponta Isabelle.

 

Texto: Gabriela Melo
Edição: Angela Rodrigues
Fotos: banco de imagens
Última atualização: 15/06/2018