Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 15/05/2018 - A voz e outras Vozes

Alimento de Fé - 15/05/2018 - A voz e outras Vozes

“Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido”. João 10:14.

 

Leia João 10: 11 – 18.

 

 

            Existem muitas vozes que ecoam nestes dias, mas precisamos aprender a ouvir a voz de Jesus, de forma clara e atenciosa, para assim obtermos a direção que tanto precisamos.

            Sim existe muitas vozes em nossa vida diária. A voz do lobo, do mercenário da minha própria consciência que não deixa arranhar meu orgulho e insiste em uma auto justificação. É lógico que está voz soa mais agradável, pois se de um lado não queremos parecer maus, por outro gostamos da conveniência de mantermos a nossas certezas mesmo que sejam incoerentes.

            Mas quando procuramos com esmero fazer a distinção destas vozes, com a intuição de um coração convertido – passamos a ver que, a longo prazo, seguir essas vozes, e não a voz de Cristo nos destrói e também aos outros, pois perpetua a justiça própria em vez da verdade que liberta e traz a reconciliação.

            Dentre as vozes, Jesus nos diz que existe a do mercenário, àquele que faz as coisas desde que lhe traga proveito próprio. Este quando chega o perigo abandona as ovelhas e foge, As ovelhas podem ouvi-lo, porém não confiar. Na voz de Jesus, podemos confiar cem por cento e confiar N’Ele completamente. Ele nunca nos decepcionará.

Acreditar nisso é muitas vezes muito difícil, especialmente porque, na vida espiritual progressiva, muitos momentos de escuridão ou dor no coração insistem em aparecer, o que causa resistência interior. Mas quando aprendemos que voz interior é a voz de Deus, sua graça nos ajudará. Seremos sustentados por Suas mão de poder, mesmo que pareça que Ele tenha nos abandonado. Desta forma não cedermos às vozes que tenta nos levar descrer neste momento, então não ficaremos desapontados.

            Já lemos muitas vezes sobre o rebanho de ovelhas, que são guiados de um lugar para o outro, para encontrarem pastagem. Assim que o pastor se aproxima do rebanho, as ovelhas levantam a cabeça e correm em direção a ele. Enquanto caminhantes que estão muito mais perto do rebanho do que o pastor, não provocam nenhuma reação nas ovelhas. As ovelhas gostam de seus pastores e por isso se aproximam dele. Temos que nos perguntar: “Como reagimos à voz de Jesus”; “Posso distinguir a voz do Bom Pastor, das outras muitas vozes que estão soando por aí”.

            Que em nossas vidas Jesus seja o Bom Pastor e que nós como ovelhas do Seu pastoreio possamos estar atentos ao Seu falar e com alegria abrirmos o nosso coração a Ele. Que observemos a cada dia quais são as vozes que nos fazem agir.

 

Oração: Jesus, Tu nos conhece por completo. Conhecemos ao Senhor, mas confessamos que muitas vezes deixamos de ouvi-lo, e por isso duvidamos. Que a cada momento possamos reconhecer Seu falar e obedecer. Amém.

 

Reverendo Silvio de Oliveira

 

Doutor em Teologia com Especialização em Filosofia Clínica