Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 07/11/2018 - Trabalho duro, preço alto, ótimos resultados

Alimento de Fé - 07/11/2018 - Trabalho duro, preço alto, ótimos resultados

“O Reino dos céus assemelha-se a um tesouro escondido no campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o novamente. Então, transbordando de alegria, vai, vende tudo o que tem, e compra aquele terreno”. Mateus 13: 44.
Alimento de Fé - 07/11/2018 - Trabalho duro, preço alto, ótimos resultados

 

Leia Mateus 13: 44 – 46.           

 

            Temos a tendência em desanimar em nossa caminhada cristã, pois nos esquecemos que é necessário renunciarmos “algumas coisas” para alcançarmos o “tudo” de Deus. A vida cristã é beligerante, pois “o Espírito milita contra a carne e a carne contra o Espírito”.

            Podemos dizer que ser cristão é um trabalho duro. Se vivemos a nossa fé até às últimas consequências, perceberemos que isto é semelhante ao desenterrar de um tesouro perdido. O reino de Deus exige trabalho sério e dedicado. “Em verdade, em verdade vos asseguro que se o grão de trigo não cair na terra e não morrer, permanecerá ele só; mas se morrer produzirá muito fruto”. João 12: 24.

            Nossa jornada no Reino de Deus não é isenta de sofrimentos, sangue, suor e lágrimas. No entanto, por mais verdadeira que seja a primeira parte da metáfora, é também a segunda. Quando tudo estiver terminado, o cumprimento da promessa de nosso Senhor virá e desfrutaremos da plena felicidade que é algo indescritível, pois falamos de felicidade e paz, sem prazo de validade, serão valores eternos.

Para descobrir e desenterrar esse tesouro, temos que trabalhar muito em nossa vida espiritual. Este trabalho consiste em aceitar toda a vontade do Pai Celestial. Temos a parábola dos dois filhos descrita no livro de Mateus 21: 31, onde Jesus apresenta alguém que num primeiro momento disse que não ajudaria o pai em seu trabalho, mas que acabou indo, sendo que o outro estava pronto para responder sim, mas não houve disposição em cumprir.

A parábola dos dois filhos nos ensina que as palavras não têm nenhum valor se não forem acompanhadas de atos equivalentes. Ao dizermos sim para a vontade de Deus em Cristo Jesus, precisamos crer que o próprio Senhor nos ajudará e nos fortalecerá nesta empreitada, por mais difícil que possa parecer.

É um preço elevado? Sim! A graça de Deus, como afirmou Bonhoeffer não é Barata. Bonhoeffer chamou de “a graça barata”. "A graça barata é a pregação do perdão sem arrependimento, é o batismo sem a disciplina de uma congregação, é a Ceia do Senhor sem confissão dos pecados, é a absolvição sem confissão pessoal. A graça barata é a graça sem discipulado, a graça sem a cruz, a graça sem Jesus Cristo vivo, encarnado”.

O mundo está cheio de falsas necessidades e tantas promessas vazias. Estamos dispostos a permitir a ação libertadora de Jesus quanto a estes “sentimentos”, para podermos realmente ganharmos essa "preciosa pérola" de grande valor?

            Com o Senhor sempre teremos grandes resultados. Cristo nunca desilude, mas podemos desapontá-lo – e fazemos isso com frequência. É muito comum para nós vendermos nossa "herança para uma tigela de lentilhas" (veja Gn 25: 29-34)."Venha o teu reino", deve ser o nosso lema, e somente vem a esta terra à medida que nos separarmos das promessas e coisas mundanas e permanecemos fiéis à mensagem do Evangelho de conversão, perdão, justiça e paz. Não percamos de vista nosso objetivo usando todos os meios justificados, todas as virtudes e esforços para alcançá-lo. Nosso Senhor deseja que o fogo de Seu amor inflame nossos corações.

 

Oração: Senhor, que o nosso coração esteja totalmente alinhado com a Tua vontade, mesmo que não seja possível “passar de nós este cálice”. Amém.