Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 04/07/2018 - Mais de Cristo!

Alimento de Fé - 04/07/2018 - Mais de Cristo!

"Então saiu correndo em busca de Simão Pedro e do outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: “Eles tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o colocaram!”. João 20: 2.
Alimento de Fé - 04/07/2018 - Mais de Cristo!

 

Leia João 20: 1 – 18.     

            Imagine está experiência. Maria Madalena estava próxima do sepulcro onde o corpo de Jesus devia estar. Apesar da dor e do medo, ela deseja estar próxima do Mestre, quem sabe pela última vez. A dor da perda de uma pessoa querida é algo que dilacera o coração e entorpece nossa mente. Mas resolutamente está mulher deseja ter mais um momento de despedia. O único objetivo era Jesus, nada mais importava para Maria Madalena. Quando ela não encontra Jesus onde ela suspeita que Ele deveria estar, ela não desiste, retorna para casa e pede ajuda a Pedro e João para encontrar o corpo do Senhor.

            Pedro e João se dirigem para o sepulcro. Eles entram no túmulo não encontram mais o corpo de Jesus, e veem algumas coisas, os panos que serviram para preparar o corpo do Mestre, faixas e lençóis estava postos de lado. E sem entenderem nada voltam para casa. Maria Madalena nega-se a retornar. Então ela toma uma decisão, embora os outros discípulos já tinham olhado para dentro do sepulcro e viram apenas os panos, Maria resolve pessoalmente olhar. Para sua surpresa tem a visão de dois anjos que estão sentados onde anteriormente estava o corpo do Senhor.

            Quando realmente queremos mais de Cristo, Ele tem prazer em nos revelar a intensidade do Seu amor. A busca de Maria Madalena encontra uma reposta, algo que pode sarar seu coração e aliviar sua dor. Cristo não está mais morto, a promessa agora é realidade, Jesus Ressuscitou, Aleluia!

            Então chega o grande momento do encontro, mas algo acontece, Maria está olhando para Jesus, mas não o reconhece. Ela pensa ser outra pessoa, o jardineiro que cuida daquele lugar. Então o Mestre diz apenas uma palavra: “Maria”. No mesmo instante, seus olhos são abertos, e ela responde “Raboni”, que quer dizer Mestre. Que algo maravilhoso. Deus nos chama pelo nome, somos do Senhor. “...chamei-te pelo teu nome, tu és meu”. Isaias 43: 1b  

            Quando Maria Madalena está próxima do Mestre Ele diz: “v. 17. Recomendou-lhe Jesus: “Não me segures...”      É interessante, pois não vemos uma tentativa dela em tentar segurar o Senhor. Entendemos que Jesus neste momento traz a Maria e a nós um profundo ensinamento. Sua discípula o havia buscado entre os mortos, mas agora Ele está vivo. É preciso que haja uma compreensão clara de que o Senhor transcende a toda compreensão humana. Agora Seu poder é no céu e na terra, Ele não mais estará limitado pelo tempo e espaço. Ele sempre estará conosco, “nunca, jamais nos deixará”. Deixe Deus ser Deus em sua vida!

            Precisamos viver pela, fé tendo a convicção de que não somos órfãos neste mundo. A partir do momento que buscamos a Cristo, Ele se deixa encontrar, a partir deste momento nunca mais estaremos desamparados. Ele nos chamará pelo nome, quando a dor e a tristeza estiverem nos impedindo de termos a Vida de Plenitude.

            Que nosso coração deseje a cada dia mais de Cristo. Que o encontremos em nossos momentos de oração. Através da meditação e leitura de Sua Palavra. Na comunhão com os irmãos e irmãs em nossas comunidades de fé. Desta forma todo dia teremos um “encontro com Deus” e isto com certeza fará uma grande diferença na forma de vivermos.

 

Oração: Senhor esteja se revelando a nós a cada manhã. Que tenhamos a certeza do Teu perdão e amor sempre. Amém.