Você está aqui: Página Inicial / Institucional / Proposta Pedagógica

Proposta Pedagógica

DA AVALIAÇÃO DO APROVEITAMENTO ESCOLAR DO ALUNO

A avaliação é compreendida como processo contínuo e qualitativo, com prevalência dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos, levando em consideração os objetivos propostos no desenvolvimento do trabalho escolar. Nesse processo, são considerados os aspectos cognitivos, procedimentais e atitudinais de forma a garantir a consecução da Proposta Pedagógica do Colégio.

DA AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Na Educação Infantil a avaliação deve:

I. Diagnosticar necessidades de intervenção e acompanhar o desenvolvimento das potencialidades dos alunos em cada um de seus Níveis;
II. Propiciar orientações adequadas que favoreçam a construção gradativa e contínua do conhecimento crítico, criativo, solidário, politizado;
III. Promover a reflexão e servir de indicativo para montagem das propostas de atividades que visem a um melhor atendimento individual e a um aperfeiçoamento das propostas pedagógicas, metodologias e as relações envolvidas no processo educativo.

O registro dos resultados da avaliação será feito por meio de relatórios grupais e/ou individuais, semestralmente, nos quais serão registradas informações sobre os objetivos propostos e o desenvolvimento dos alunos.

Ao final de cada trimestre e ao final do ano letivo, o professor deve descrever as conquistas do aluno e a evolução do processo de construção do conhecimento, que serve como indicativo para a retomada das atividades propostas, da metodologia de trabalho utilizada no Nível em que se encontra ou encaminhamento para atividades mais complexas e desafiadoras ao longo desse processo de escolarização. A descrição é feita em folha própria como um portfólio, que permanece na escola.

DA AVALIAÇÃO DO APROVEITAMENTO ESCOLAR DOS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL E DO ENSINO MÉDIO

O Colégio Metodista realiza a Avaliação de forma contínua e qualitativa considerando os conhecimentos e habilidades essenciais para a continuidade do processo de aprendizagem.

Na avaliação escolar serão utilizados diferentes instrumentos, levando-se em consideração as características da área de conhecimento e das possibilidades de expressão do aluno, elaborados pelo professor sob a supervisão da Coordenação Pedagógica e da Direção da Escola. Para as atividades diversificadas serão elaborados conjunto de critérios que avaliem os aspectos cognitivos e atitudinais dos alunos.

A descrição do desenvolvimento escolar dos alunos do Ensino Fundamental I (1º ao 5º Ano) é registrada em ficha descritiva individual, planilha de notas e diário escolar. As fichas de avaliação dos alunos do Ensino Fundamental I (1º ao 5º Ano) são elaboradas pela equipe Técnica-Pedagógica com a participação dos professores, aprovadas pela Direção, e de acordo com as normas legais em vigor.

A descrição do desenvolvimento escolar dos alunos do Ensino Fundamental II (6º ao 9º Ano) e do Ensino Médio é registrada em planilha de notas e diário escolar, atendendo o disposto na legislação vigente.
As avaliações dos alunos com necessidades educativas especiais são registradas em ficha descritiva individual. Para eles, desde que possuidores de laudos médicos e com acompanhamento de equipe multidisciplinar da área da saúde, são construídos objetivos pedagógicos diferenciados de acordo com as necessidades.

O Colégio adota escala de referência de 0 (zero) a 10 (dez) pontos, graduada de um em um décimo para exprimir os resultados do processo avaliativo dos alunos.
O Colégio adota seis, como quantidade fixa de Instrumentos de Avaliação no cadastro de Etapas de avaliação sendo nomeada da seguinte forma:

  • IA1 - Instrumento de Avaliação um
  • IA2 - Instrumento de Avaliação dois
  • IA3 - Instrumento de Avaliação três
  • IA4 - Instrumento de Avaliação quatro
  • IA5 - Instrumento de Avaliação cinco
  • IA6 - Instrumento de Avaliação seis


O professor deverá aplicar no mínimo dois e no máximo seis instrumentos de avaliação para cada trimestre.
O Colégio adota oito, como quantidade fixa de Atividades Diversificadas no cadastro de Etapas de avaliação sendo nomeada da seguinte forma:

  • AD1 - Atividade Diversificada um
  • AD2 - Atividade Diversificada dois
  • AD3 - Atividade Diversificada três
  • AD4 - Atividade Diversificada quatro
  • AD5 - Atividade Diversificada cinco
  • AD6 - Atividade Diversificada seis
  • AD7 - Atividade Diversificada sete
  • AD8 - Atividade Diversificada oito

O professor deverá aplicar no mínimo dois e no máximo oito Atividades Diversificadas para cada trimestre, sendo a primeira utilizada para lição de casa.

DA COMPOSIÇÃO DA MÉDIA TRIMESTRAL E FINAL

A média trimestral e a média final, consideradas para aprovação 7 (sete inteiros).

MEDIA TRIMESTRAL ≥ 7
MEDIA FINAL ≥ 7

No resultado do cálculo da média trimestral e final, não haverá arredondamento, após a vírgula considerar apenas uma casa decimal e desprezar os centésimos.
O aproveitamento escolar trimestral em cada componente curricular é expresso a partir do cálculo abaixo:
Composição da média trimestral simples sem recuperação

  • 80% instrumentos de avaliação
  • 20% atividades diversificadas

X = (∑ n instrumentos).0,8 + (∑ n atividades).0,2
                n                                   n

DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO

O processo de recuperação compreende quatro etapas:

Recuperação Contínua - realizada por meio de orientação de estudos e /ou apoio pedagógico no horário oposto, após diagnóstico do professor.
Recuperação Intensiva Trimestral – realizada após o término do trimestre, quando o aluno não atingiu a média mínima de sete.
Recuperação Intensiva Trimestral – Realizada após o término do trimestre, quando o aluno atingiu a média mínima sete, mas possui nota inferior a cinco em qualquer instrumento de avaliação.
Para os itens II e III mediante plano de recuperação com cronograma de entrega das atividades de recuperação, da orientação de estudos e provas individuais. Para os alunos do EF II e do Ensino Médio o processo é realizado fora do horário regular de aulas.
O colégio adota seis, como quantidade fixa de Instrumentos de Recuperação de Avaliação no cadastro de Etapas de avaliação, sendo nomeado da seguinte forma:

  • RP1 – Instrumento de Recuperação de Avaliação um
  • RP2 – Instrumento de Recuperação de Avaliação dois
  • RP3 – Instrumento de Recuperação de Avaliação três
  • RP4 – Instrumento de Recuperação de Avaliação quatro
  • RP5 – Instrumento de Recuperação de Avaliação cinco
  • RP6 – Instrumento de Recuperação de Avaliação seis


Quando o aluno obtiver média inferior a sete, o mesmo fará recuperação em cada Instrumentos de Avaliação aplicados pelo professor naquele trimestre no qual obteve nota inferior a sete.
Quando o aluno obtiver média igual ou superior a sete no trimestre, mas possuir nota inferior a cinco em qualquer instrumentos de avaliação (IA), o mesmo fará recuperação em cada Instrumentos de Avaliação aplicados naquele trimestre no qual obteve nota inferior a cinco, devendo o professor lançar as notas na etapa de recuperação correspondente ao qual o aluno ficou de recuperação, ou seja, se aluno ficou de recuperação no Instrumento de Avaliação um (IA1), o professor deverá lançar a nota no Instrumento de Recuperação de Avaliação um (RP1) e assim sucessivamente.
Será considerado para cálculo da média trimestral, a soma das maiores notas dos Instrumentos de Avaliação e dos Instrumentos de Recuperação de Avaliação (IA1, IA2, IA3, IA4, IA5, IA6, RP1, RP2, RP3, RP4, RP5, RP6) de acordo com a quantidade de instrumentos de avaliação aplicados pelo professor naquele trimestre.
Não haverá instrumentos de recuperação de avaliação para atividades diversificadas.
Composição da média trimestral com Recuperação

  • 80% instrumentos de avaliação
  • 20% atividades diversificadas


DA PROMOÇÃO
O resultado final do ano letivo, referente a cada disciplina, reflete o desempenho do aluno ao longo do ano em situação global de aprendizagem.
No final do ano letivo, o controle de frequência será efetuado sobre o total de horas letivas, exigida a frequência mínima de 75% para promoção, de acordo com o parágrafo 24, inciso VI, da Lei 9394/96.
Para o aluno que não alcançar resultado igual ou superior a sete, o Conselho de Classe fará analise dos resultados e poderá dar prosseguimento de estudos para o ano subsequente devendo para isso, digitar nota igual a sete na etapa Conselho, caso contrário, a nota digitada deverá ser a mesma da média final.

Pesos trimestrais para a composição da nota final.
1º Trimestre = peso 1
2º Trimestre = peso 2
3º Trimestre = peso 2

DA CERTIFICAÇÃO
Ao aluno concluinte do Ensino Fundamental e Ensino Médio é conferido Certificado de Conclusão de Estudos ou o que determinar a legislação em vigor.
Os certificados e diplomas expedidos são assinados pelo Diretor e Secretário do Colégio Metodista e registrados em livros próprios do estabelecimento de ensino, na forma da legislação vigente e das normas dos órgãos competentes para conferir-lhes validade.