Você está aqui: Página Inicial / Pastoral Escolar / #PraPensar / Dia da Bíblia: Por que celebrar?

Dia da Bíblia: Por que celebrar?

Dia da Bíblia: Por que celebrar?

No site da Sociedade Bíblica do Brasil encontramos as seguintes informações: “Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia foi criado em 1549, na Grã-Bretanha, pelo Bispo Cranmer, que incluiu a data no livro de orações do Rei Eduardo VI. O Dia da Bíblia é especial e foi criado para que a população intercedesse em favor da leitura da Bíblia. No Brasil, a data começou a ser celebrada em 1850, quando os primeiros missionários cristãos evangélicos chegaram da Europa e EUA. Desde dezembro de 2001, essa comemoração tão especial passou a integrar o calendário oficial do país, graças à Lei Federal 10.335, que instituiu a celebração do Dia da Bíblia em todo o território nacional”.

Numa discussão entre teólogos, levantou-se a questão de que o uso da Bíblia (e de outros livros considerados sagrados como o Alcorão, a Torá, Mahabharata, entre outros) jamais promoveria a paz no mundo. Com respeito à Bíblia, usada pelas pessoas que professam a fé cristã, que resposta ela dá aos conflitos humanos para tornar a celebração de seu dia uma data importante?

Em tempos de ódio e de segregação pelas mais diversas questões, a Bíblia traz uma mensagem de amor por meio das boas novas pregadas por Jesus. Ao comentar os mandamentos considerados mais importantes para o relacionamento com Deus e com as pessoas, Jesus frisou: “Ame o Senhor, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Ame o seu próximo como você ama a si mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas” (Mt 22.37-40). A ética de Jesus, baseada no amor, constitui-se no antídoto contra o ódio, o preconceito e a segregação entre as pessoas, pois estas são colocadas no mesmo patamar como alvos de benevolência, sem qualquer distinção.

Claro que a Bíblia traz inúmeros outros ensinos e mensagens. Mas se ficássemos somente nesse exemplo, já valeria a pena comemorar com entusiasmo o seu dia.

 

Reverendo Vicente de Paulo Ferreira
Coordenador da Pastoral do Instituto Metodista Granbery