Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos criam “memes” para transmitir positividade em tempos de Covid

Alunos criam “memes” para transmitir positividade em tempos de Covid

As mensagens foram desenvolvidas na disciplina de Português

Os alunos dos 8º anos do Ensino Fundamental II realizaram um projeto diferente e criativo na disciplina de Português com a professora, Patrícia Miranda Machado: produção de “memes” (mensagens) para o período de quarenta.

A professora explicou que a ideia do projeto surgiu a partir da realidade atual, que trouxa uma nova dinâmica na vida estudantil. “Não era possível, simplesmente, fingir que não estava acontecendo nada. Estamos todos apreensivos, os alunos, eu. Então, surgiu a ideia de criar esse projeto de mensagens para a quarentena. Era uma maneira de incentivar os alunos a pensar no outro e buscar positividade para o momento”.

Patrícia contou que a escolha do gênero (meme) foi escolhida por conta das características do texto: discurso humorístico com possibilidade de várias estratégias. “Além disso, o meme é um gênero textual que caiu no gosto dos brasileiros. Alguns chegam a afirmar que somos a "nação dos memes". Eles tornaram-se instrumento de posicionamento social, basta haver qualquer acontecimento que as redes sociais brasileiras inundam-se de memes. Assim, esse texto mostra um imenso potencial viral, maior que o Covid (se me permitem o trocadilho), atendendo muito bem aos princípios de espalhar as mensagens positivas com eficiência”.

Os alunos adoraram a ideia do projeto e, segundo a professora, foi uma animação total. “Mas logo descobriram que não era tão simples. Tiveram que se empenhar, estudaram a fundo os recursos de construção do humor, buscaram lá no fundo toda a criatividade e sensibilidade para tratar, de forma descontraída, de assuntos tão sérios. E eles também adoraram ver suas ideias ganhando a internet”. No dia 17 de junho a professora mostrou o site publicado com todos os memes: https://mensagensquarentenagb.webnode.com/.

Este não foi o primeiro trabalho que Patrícia propôs aos alunos na disciplina de Português. Usar a tecnologia, os meios digitais, como ferramenta é um método que a professora já utilizava antes da pandemia e que já vinha dando certo. “Sempre me preocupei em trazer para sala de aula os gêneros digitais. Primeiro, porque atrai a atenção dos alunos, mas, principalmente, porque acredito que essa geração precisa ampliar seu uso das tecnologias digitais. Eles têm contato diário com o mundo digital, mas é preciso ressignificar, ir além das redes sociais e usar a web com outras finalidades, como essa de ajudar ao próximo, espalhar mensagens positivas,  fazer a diferença. Ano passado, desenvolvi um trabalho de ativismo digital que também cumpriu essa proposta. Além disso, busco projeto que incentivem nossos alunos a se manifestarem, encontram causas e mensagens que querem passar”, finaliza.